Os procedimentos a fazer em caso de demissão

Quando um funcionário é demitido é preciso fazer o exame médico demissional e comparecer à Caixa Econômica Federal. Veja mais.

Os procedimentos a fazer em caso de demissão

Após ficar algum tempo na empresa onde trabalha pode acontecer por vários fatores de você ser demitido. Pode ser por conta das muitas despesas que a empresa possui e por conta disso terá de cortar despesas, caso contrário poderá falir. Ou então o cargo que ocupa não é tão necessário e estão diminuindo despesas, ou mesmo você não está cumprindo o esperado em sua função, enfim pode haver vários fatores pelo qual poderá ser demitido e, com certeza eles falarão o porquê da sua demissão.

Sendo assim terá que passar pelo médico, depois deverá reunir toda a documentação, como documento de identificação com foto que é o RG ou a carteira de motorista, a carteira de trabalho com número de inscrição no PIS/Passep, o termo de rescisão do Contrato de Trabalho assinado pela Delegacia Regional de Trabalho ou sindicato da sua categoria. Quando o tempo de emprego for maior do que um ano este papel tem que ser entregue ao trabalhador na assinatura da demissão.

É preciso também avisar a Caixa Econômica Federal da demissão e pedir o saque. Esse saque é do seu fundo de garantia, deve solicitar ao banco a retirada do dinheiro que pode ser feito qualquer dia do mês e você deve comparecer a uma agência da Caixa levando documentos como RG e CPF. Depois disso o saque é liberado em até cinco dias que deve ser feito nas agências da Caixa.

Para ter direito de sacar o seguro desemprego é preciso ter recebido salários consecutivos de um ou mais empregos durante os seus meses anteriores a data da demissão, não receber benefícios previdenciários, exceto auxílio-acidente e pensão por morte.

Para retirar o dinheiro é preciso reunir novamente alguns documentos como requerimento do seguro-desemprego, cartão do PIS ou cartão cidadão, carteira de trabalho, termo de rescisão de contrato, documento de identificação com foto que pode ser o RG ou a carteira de motorista, CPF, comprovante do vínculo de emprego. A primeira retirada só pode ser feita após 30 dias do pedido em agências da Caixa ou nas lotéricas. O período para requerer o seguro desemprego é de 7 a 120 dias corridos depois da demissão ou da sentença judicial.

Publicado por Talita
Revisado em 10/09/2014

Compartilhar

Comentar com Facebook

Receba novidades

Comentar