Doenças e saúde do coração

Nosso coração merece atenção redobrada, veja como cuidar da saúde e evitar algumas doenças comuns que podem se manifestar.

Doenças e saúde do coração

Uma das coisas que é preocupação de muitas pessoas e médicos é a saúde do coração. Anualmente milhares de pessoas perdem a vida por causa de problemas de saúde relacionados ao coração, tais problemas se devem a várias causas.
Podem se manifestar por antecedentes com o problema, raça, idade, esses fatores que não se pode mudar. Outras razões são pressão alta, colesterol, diabetes, tabagismo, sedentarismo, estresse, obesidade, fatores que ao longo do tempo o próprio ser humano vai aderindo por adquirir hábitos não saudáveis.
Esses fatores podem ser mudados com uma mudança de hábitos na rotina, podendo assim controlar e alterar os resultados.
Abaixo seguem as doenças e suas possíveis causas para que você possa ter uma noção do que ela é e do que pode ser feito para cuidar dela. Mas lembre-se, aqui temos apenas uma informação, porém uma análise médica e um diagnóstico bem como a indicação do melhor tratamento devem ser sugeridas ou mesmo decididas por um médico cardiologista.
Hipertensão ou pressão alta. Quando se trata de hipertensão e pressão alta, pode-se dizer que essas são as maiores razões de preocupação por parte dos médicos, sendo que não apresenta sintomas. Muitas vezes ela é até mesmo descoberta por acaso, ou em situações extremas como infartos, derrames, problemas nos rins, etc.
Como o melhor a fazer é prevenir do que remediar, todas as pessoas de todas as idades devem de forma regular estar medindo a pressão, consultando um profissional de saúde.
As pessoas adultas, idosas, negras, com diabetes e que já tem casos na família são mais propensas a ter pressão alta, embora ela não escolha apenas esse gênero, sendo que qualquer pessoa pode ter.
A pressão alta não tem cura, mas com o tipo certo de medicamento, mudança de hábitos alimentares, deixar de lado o sedentarismo e ter um acompanhamento médico ela pode ser controlada.
Algumas coisas que podem ser feitas quanto e isso é reduzir a quantidade de sal ingerida nos alimentos, reduzir o consumo de álcool, parar de fumar, evitar alimentos gordurosos, fazer exercícios físicos e se policiar quanto ao estresse.
Colesterol. Embora seja uma gordura essencial para o bom funcionamento do organismo, o colesterol LDL pode ser facilmente aderido por uma má alimentação. Por isso, é importante tomar bastante cuidado com a forma que se alimenta, selecionando de forma bem clara os alimentos que irá comer e o modo que irá preparar.
Procure comer mais frutas frescas e alimentos cozidos e evite carnes gordurosas, queijos muito fortes e massas em excesso.
Diabetes. Essa é uma doença que se desenvolve caracterizando o acúmulo de açúcar no sangue, e tende a se desenvolver com maior facilidade em pessoas que tenham tido casos de doença na família, pessoas que levem uma rotina sedentária e pessoas obesas.
Os sintomas mais comuns de quem tem diabetes é sede em excesso, fome em excesso, urinar muitas vezes durante o dia, cansaço e emagrecimento.
Para identificar diabetes basta fazer um exame de sangue ou de urina, e mesmo em caso de não ter os sintomas citados, vale a pena fazer exames sempre, periodicamente para se prevenir.
O diabetes não tem cura, mas como é uma doença que pode trazer várias complicações, com a colaboração do paciente e um acompanhamento médico pode-se controlar o nível de açúcar no sangue e ainda assim ter qualidade de vida.
Tabagismo. Sabe-se que o cigarro possui substâncias nocivas altamente prejudiciais a saúde, e 39 delas podem e causam câncer. Doenças como bronquite, infarto, problemas de impotência, mau hálito, diminuição da resistência física entre outros são causados pelo cigarro.
Mesmo que você não fume, mas passe boa parte de seu tempo perto de uma pessoa que mais parece uma chaminé, mesmo assim pode-se considerar como sendo um fumante passivo, que absorve todas as substâncias tóxicas de quem está fumando.
Mas como se pode vencer esse vício? Confira algumas dicas que podem ser de ajuda:
Estabeleça um dia para parar de fumar.
Pare de frequentar lugares onde o uso do cigarro é permitido, vá a lugares onde não há área reservada para fumantes.
Fique perto das pessoas que ama e que amam você, divirta-se com elas e aproveite os momentos em que estão juntos.
Relaxe fazendo exercícios de respiração profunda, que ajudam a diminuir a ansiedade e a vontade de fumar.
Mude sua alimentação preferindo algo que seja de baixo valor calórico. Abandone o sedentarismo e pratique esportes. Essas são algumas coisas que podem ajudar você a deixar de fumar e preservar a saúde de seu coração.
Sedentarismo. Entende-se por sedentarismo a falta ou ausência de exercícios físicos, por isso as pessoas sedentárias são aquelas que não fazem nenhum tipo de atividade física.
Nesse caso, mudar o estilo de vida é fundamental para preservar a saúde de seu coração, e você pode fazer isso por praticar atividades físicas todos os dias com no mínimo trinta minutos dedicados a isso. Pode ser uma simples caminhada, mas que faz muito pela sua saúde.
Para fazer qualquer exercício, busque sempre um lugar ao ar livre, longe de poluição e de barulhos demais. Lembre-se de se proteger do sol por usar protetor solar, usar roupas leves que facilitam os exercícios e se hidratar por beber bastante água.
Em longo prazo os exercícios podem ser muito vantajosos para a saúde e o bem estar físico, por isso, abra mão do sedentarismo.
Estresse. Diante de determinadas situações que passamos no nosso dia, o nosso organismo se comporta de acordo com as ansiedades e os graus em que a sentimos. O estresse em excesso causa o desequilíbrio do organismo, sendo para o mesmo muito prejudicial. Aprender a controlar o estresse é fundamental para preservar sua saúde de seu coração.
Para isso, pode ser de ajuda aprender a observar o quanto se está estressado pelo nível de tensão que se encontra seu corpo, respirar de forma profunda quando sentir que a tensão apareceu, entender que não dá para controlar tudo e que algo pode sair errado e que isso é totalmente aceitável e natural.
Alem disso, pode ser de ajuda evitar discutir sobre qualquer coisa antes de dormir, praticar atividades físicas e exercícios de alongamento de forma diária. Manter uma alimentação saudável, por obter em seu cardápio frutas e verduras.
Só você pode controlar seu estresse, por isso, não vale a pena se transformar em seu próprio juiz, antes o ideal é procurar corrigir os erros sem se esquecer de seus acertos e de suas qualidades, afinal, ninguém agrada sempre. É fundamental entender e aceitar isso.
Fumar a beber são hábitos que devem ser evitados, e se possível deixados de lado. Tenha uma vida equilibrada e proporcione a si momentos de lazer perto de pessoas queridas, pode ter a certeza de que isso fará muito bem para você.
Obesidade. A obesidade pode aparecer devido a fatores genéticos ou mesmo a má alimentação, e o peso deve ser controlado de acordo com uma dieta que o médico e o nutricionista passam, sendo que a melhor coisa a se fazer é mudar os hábitos alimentares e deixar de levar uma vida sedentária.
DAOP. Essa é uma doença que entope as artérias que se encontram fora do coração, bem comum nas pernas, consideradas membros inferiores. Essa doença piora com o passar do tempo, podendo interromper a chegada do sangue ao local. O sintoma mais comum é a dor nas panturrilhas, e o melhor a fazer caso sinta com frequência essa dor é procurar um médico.
Quem tem DAOP corre um grave risco de ter um infarto, por isso é extremamente necessário buscar ajuda e tratamento médico.
Parar de fumar, controlar o diabetes, colesterol, a pressão, e fazer exercícios de forma regular são meios de se prevenir da doença.
Drogas e álcool. Como sempre se fala e como já se sabe bem, as drogas e o álcool podem e são altamente prejudiciais a saúde não só do coração, mas também vários problemas psicológicos são ocasionados por eles. As drogas e a bebida podem e causam dependência em quem as consome, por isso, é bom evitar.
Consumir álcool de forma moderada, equilibrada, é uma coisa, mas em excesso causa dependência trazendo diversos problemas de saúde.
Por isso, não crie esse hábito e se você o tem, busque ajuda médica e um tratamento.
Manter a saúde do coração pode não ser uma coisa fácil, mas vale a pena, pois melhora a qualidade de vida, a saúde do coração, e te dá mais disposição para viver e aproveitar o que a vida tem de melhor.
O coração é um órgão vital e merece bem como precisa de muitos cuidados, uma doença séria do coração pode não ter cura, e passar a vida toda a base de medicamentos fortes não é lá uma coisa tão legal assim.
É preciso que se entenda que, mais vale a prevenção do que tomar uma atitude mais drástica por causa de faltas de cuidados com a saúde. Andar, correr, fazer exercícios, podem ser coisas desagradáveis mas que podem proporcionar muitas vantagens ao seu coração.
Pode ser uma rotina cansativa, mas poderá garantir a boa saúde e uma melhor qualidade de vida a quem resolve aderir a essas coisas. Pensar nos bons resultados em longo prazo é fundamental para conseguir traçar uma meta e atingir, e quando se trata de saúde o motivo é ainda maior para ter essa decisão e fazer as coisas de acordo com o que é necessário para a manutenção de sua saúde.
Então, mude seus hábitos e cuide de seu coração!

Mais sobre Doenças e saúde do coração

27/03/10 por Talita

   



Mais informações por email

Comentar