A doença de Lyme

A doença de lyme pode ter sérias complicações na saúde, é preciso estar atento pois seu agente transmissor pode estar por perto.

Carrapato no dedo

Lyme é uma doença inflamatória transmitida através da picada de carrapato da espécie Ixodes scapularis ou popularmente conhecido como carrapato estrela. A doença de lyme é altamente perigosa, por isso é preciso estar atento aos seus sintomas, pois são bem parecidos com os sintomas de uma gripe normal. Os locais de maio foco desta doença é nos Estados Unidos mais precisamente em Virginia, Minnesota, Wisconsim e especialmente na costa oeste da Califórnia. Saiba mais quais são as causas, sintomas, tratamento e qual a melhor maneira de se prevenir contra a doença de lyme.

Causas da Doença de Lyme

Roedor

A doença é causada pela picada do carrapato contaminado com a bactéria Borrelia Burgdorferi. Essa bactéria é transmitida para o agente transmissor quando esse, ainda em estágio larval se alimenta de roedores, que são os reservatórios da doença.

Quando atinge a fase adulta, o carrapato se alimenta do sangue de animais de grande porte, transmitindo a bactéria causadora da doença.

Sintomas da Doença de Lyme

Mancha vermelha

A doença pode ocorrer tanto em animais como em seres humanos. No homem, ela começa com uma mancha da cor vermelha ao redor da picada que se espalha por todo o corpo. Conhecida como eritema migratório, esse processo ocorre cerca de 8 a 9 dias após a picada do carrapato. Outros sintomas podem servir de alerta para a doença como dores de cabeça e musculares, febre, calafrio, corpo dolorido como nas articulações e costas, náusea e vômito, mal estar, fadiga e dor de garganta. É comum o aparecimento de ínguas, rigidez na nuca e o aumento do baço. Esses sintomas podem durar por algumas semanas. Em alguns pacientes podem ocorrer disfunções cardíacas. Sem o tratamento adequado, a doença pode comprometer o sistema nervoso, causando alterações no equilíbrio e na vista.

Tratamento da Doença de Lyme

Antibiótico

A doença é diagnostica através dos sintomas e dos exames laboratoriais como o teste de E.L.I.S.A e o PCR (Reação em Cadeia de Polimerase). Dar início ao tratamento logo no aparecimento dos primeiros sintomas ajuda a evitar possíveis complicações futuras.

No início, o tratamento é feito através de antibióticos, quando a doença está em uma fase mais avançada, a antibioticoterapia é feita através de injeções, pois dessa maneira o fármaco administrado tem rápida ação.

Prevenção da Doença de Lyme

Mulher com cachorro

Com a prática intensa de certas atividades como, por exemplo, a agropecuária e o convívio com animais de estimação, o homem precisa tomar alguns cuidados básicos. O uso de roupas com mangas compridas e calças evita o contato do carrapato com a pele, se essas roupas forem claras, facilita a visualização do agente transmissor da doença. O uso de botas quando realizar atividades em locais com mato ou campos pode ser de grande ajuda.

Caso encontre um carrapato, o mesmo deve ser retirado com cuidado e de maneira correta. Outros métodos podem ser utilizados como, por exemplo, o controle dos roedores e a adequação do ambiente da proliferação do carrapato.

Para saber mais acesse o vídeo Doença de Lyme em humanos do canal do Portal ZUN do Youtube:

Saiba mais sobre outras doenças

08/10/13 por Ananda Morales

   



Mais informações por email

Comentar